Regras do No Limit Texas Hold’em

janeiro 16, 2011
Retirado do site  Poker Dicas

O Texas Hold’em é a modalidade de pôquer mais famosa e mais jogada no mundo. O fato de ter 5 cartas “abertas”, as cartas comunitárias, torna o jogo mais divertido e mais técnico do que a variação “Draw de 5 Cartas” (pôquer fechado), dependendo menos da sorte e mais do conhecimento estratégico do jogador.

cards 72o 72 7 2 poker trash hand

O poker Texas Hold’em é um tipo fácil de jogar, porém difícil de dominar. Conhecer o regulamento é o primeiro passo. Nesse artigo apresentamos as regras básicas do Holdem, usando exemplos durante o caminho.

Em qualquer jogo de poker, o objetivo final é formar a melhor mão de cinco cartas da mesa, seguindo a hierarquia das mãos, como explicado no artigo “Ranking (hierarquia) das mãos de poker“.

No Texas Hold’em, o jogo é dividido em pequenas etapas, também chamadas de “mãos”. Antes do início de cada mão, nota-se que um jogador tem um marcador em sua frente, chamado de botão (button). Esse jogador será o “dealer” da rodada, uma posição privilegiada, como explicaremos a seguir.

Nesse primeiro artigo, explicaremos a fase pré-flop de cada rodada.

Início da rodada

O Pagamento dos Escuros (blinds). Os dois jogadores à esquerda do “dealer” pagarão apostas obrigatórias antes mesmo de receber suas cartas. São os escuros (blinds), que não podem ser confundidos com o pingo (ante) que existe em outras modalidades de pôquer. O jogador logo à esquerda do dealer pagará o escuro menor, ou Small Blind (SB), que geralmente é metade da aposta mínima da rodada. O jogador à esquerda do SB pagará o escuro maior, ou Big Blind (BB), cujo valor é a aposta mínima da rodada.

Exemplo 1: começa uma rodada de Texas Holdem, com oito jogadores na mesa. Consideraremos que o custo atual do jogo está em 20/10 fichas. Isso significa que a aposta mínima para cada jogador entrar na mão é de 20 fichas. Significa também que antes de qualquer coisa, o BB pagará 20 fichas e o SB pagará 10 fichas. O jogador 6 está com o botão, então será o dealer dessa mão. Sendo assim, o jogador 7 já colocará 10 fichas em jogo, por ser o Small Blind, e o jogador 8 colocará 20 fichas, pois será o BB. Antes mesmo das cartas serem distribuídas, os jogadores 7 e 8 já tiveram que gastar fichas obrigatórias. As fichas colocadas em jogo vão para o “pote”. Nesse exemplo, o pote contém 30 fichas até agora.

Distribuição das cartas

Cartas Próprias. Agora cada jogador recebe suas “hole cards” ou “pocket cards”, duas cartas que devem ficam escondidas dos oponentes até o final da rodada. Distribui-se primeiro uma carta para cada, depois a segunda. O jogador que está do lado esquerdo do Big Blind será o primeiro a agir na rodada, ou seja, o primeiro a “falar”. Ele olha para suas duas cartas e tem que tomar uma decisão. As opções possíveis de jogada são:

  1. Desistir (Fold) – significa desistir dessa rodada e jogar fora suas cartas.
  2. Chamar ou Pagar (Call) – significa pagar a aposta mínima da rodada, ou cobrir uma aposta maior feita anteriormente.
  3. Aumentar (Raise) – significa aumentar a aposta mínima, ou aumentar uma aposta feita anteriormente.

Após o primeiro jogador, a decisão passa para o jogador logo a sua esquerda (sentido horário). Ele tem as mesmas opções acima. Dessa forma passam todos os jogadores, até o dealer agir.

Exemplo 2: Os jogadores recebem duas cartas cada um. O jogador 1 olha suas cartas e resolve Desistir, jogando as cartas para a pilha chamada de “muck”. Ele não pode mostrar as cartas que desistiu pois ainda existem outros jogadores na rodada. O jogador 2 decide chamar a aposta, colocando 20 fichas em jogo. Os jogadores 3 a 5 desistem, até que chega no jogador 6, o dealer, que também resolve chamar (+20 fichas). No momento, já existem 70 fichas no pote, 30 colocadas pelos blinds, e 40 pelos outros jogadores.
Ação dos blinds

Ação dos Blinds

Últimos Jogadores (blinds): Após a jogada do dealer, é a hora do Small Blind tomar sua decisão. Agora ele tem as mesmas opções dos outros: (a) Desistir – nesse caso perderia as fichas que já colocou no início da rodada; (b) Chamar – precisaria adicionar fichas para completar a aposta mínima atual; (c) Aumentar – precisaria Chamar a aposta mínima, e depois adicionar mais fichas.

Depois é a vez do Big Blind agir. Como ele já colocou as fichas iniciais ele tem as opções de: (a) checar (check) – manter a aposta mínima que já havia feito obrigatoriamente, se ninguém aumentou durante a rodada; (b) chamar a aposta – caso ela tenha sido aumentada por alguém; (c) aumentar (raise) – precisaria adicionar fichas à aposta atual; (d) desistir (fold) – caso não deseje chamar a aposta aumentada. Obs.: o big blind não deve desistir se ninguém aumentou a aposta, pois ele pode continuar na mão com um simples “check” e pelo menos ver o que acontece, sem investir nada.

Exemplo 3: Até o momento, dois jogadores chamaram a aposta mínima. Chega a hora do jogador na posição small blind. ele já colocou 10 fichas obrigatoriamente antes da rodada começar. Para continuar, ele precisa adicionar mais 10 fichas, pois a aposta mínima é 20. Entretanto, ele opta por desistir, e suas 10 fichas já gastas vão para o pote. Já o big blind, que apostou 20 no início da rodada por obrigação, resolve apenas checar, ou seja, continuar na mão sem colocar mais fichas, pois já tem a aposta mínima.

Atente para um detalhe importante: no exemplo dado, ninguém aumentou a aposta. Caso alguém aumente, os jogadores a seguir deverão igualar sua aposta se quiserem continuar na mão.

Flop

Nessa etapa da rodada de Texas Holdem são distribuídas três cartas na mesa, com a face para cima. Todas as cartas distribuídas dessa forma são conhecidas como “cartas comunitárias”. Elas serão usadas por todos os jogadores para montar as suas mãos de cinco cartas.

Após serem colocadas essas três cartas do flop, começa uma nova rodada de apostas, muito semelhante à rodada pré-flop. Entretanto, dessa vez começa a falar o jogador que ainda estiver na mão e sentado mais próximo do lado esquerdo do dealer. Cada jogador terá as mesmas opções de antes: checar (caso ninguém tenha apostado), apostar, chamar/pagar a aposta (caso alguém aposte após o flop), aumentar (caso alguém tenha apostado), ou desistir da mão.

Exemplo 4: Vamos relembrar o que aconteceu até agora: antes do flop, dois jogadores fizeram a aposta mínima, e o big blind checou. Sendo assim, existem 3 jogadores ainda na mão: o jogador 2, o dealer e o big blind. O flop é então distribuído, 3 cartas no centro da mesa. A ação começa pelo jogador mais à esquerda do dealer, ou seja, o big blind. Ele resolve checar, mantendo-se na mão e passando a vez. A rodada segue no sentido horário, então agora o jogador 2 resolve apostar 20 fichas. O próximo a agir é o dealer, que agora deverá apostar no mínimo 20 para continuar na mão. Ele resolve então pagar as 20 fichas. Veja que o big blind checou, mas depois foi feita uma aposta, então ele terá que agir de novo. Nesse caso, o big blind teria que apostar 20 ou mais para continuar, mas resolve desistir da mão. Agora só restam dois jogadores, e ambos pagaram 20 fichas no flop.

Turn

Após as apostas do flop, chega o turn. Uma carta é adicionada às cartas comunitárias, deixando agora a mesa com 4 cartas com face para cima. Uma nova rodada de apostas acontece, semelhante à que ocorreu no flop (veja acima). Novamente, fala primeiro o jogador à esquerda do dealer.

River

Exatamente como no Turn, mais uma carta é adicionada ao centro da mesa, chegando às 5 cartas comunitárias. Ocorre agora a última rodada de apostas. Cada jogador que ainda estiver na mão agora tem 7 cartas (2 próprias e 5 comunitárias) para formar a sua melhor mão possível de 5 cartas. O jogador que agiu primeiro nessa rodada mostra primeiro suas cartas.

No Texas Holdem, o jogador formará a melhor mão, podendo usar uma, duas ou nenhuma das cartas próprias. Vence quem tiver o melhor jogo, levando todo o pote. Caso ocorra empate, o pote é dividido igualmente.

Exemplo 5: Restam dois jogadores na mão, o jogador 2 e o dealer. Joga-se o river, e o primeiro a falar é o jogador 2, por estar à esquerda do dealer. Ele resolve apenas checar. O dealer, em seguida, usa “check” também. Ou seja, ninguém apostou, então segue a mão.

O River é acrescentado, e o jogador 2 começa de novo. Ele então resolve apostar 40 fichas. O dealer, para continuar, deve pagar essa aposta ou aumentá-la. Ele resolve aumentar para 80 fichas, devolvendo a ação para o jogador 2. Esse jogador já colocou 40, e só com mais 40 pode continuar na mão, e é o que ele faz. Ele também poderia ter aumentado de novo (re-raise), mas preferiu pagar. Os dois apostaram 80 no river, então acabou a mão, e o jogador 2 e o dealer mostram suas cartas para determinar o vencedor.

Observações

1. Você pode vencer sem mostrar as cartas. Se você aumentar a aposta e ninguém pagá-la, você ganha a rodada e o pote atual sem nem precisar mostrar suas cartas.

2. ALL-IN. Se você aposta todas as suas fichas, você está de ALL-IN, ou seja, apostou tudo. Vale uma observação aqui: imagine que a aposta mínima da mão seja 200 fichas, mas você só tem 100 fichas na sua pilha. Você pode ir de ALL-IN, apostar todas suas fichas, e continuar na mão. Mesmo que alguém aumente a aposta depois, você ainda permanecerá na mão, até o seu final (mas não concorrerá a todas as fichas da mesa).
Se tiver dúvida no desempate de mãos, confira este artigo: Regras de desempate no Texas Holdem

3. Para um iniciante, as regras parecem difíceis. Entretanto, com um pouco de prática, tudo isso fica automático. Conheça o Texas Holdem jogando poker online grátis antes de tentar jogos a dinheiro. Quando estiver suficientemente íntimo com as regras básicas do jogo, estude mais um pouco artigos básicos e libere seus primeiro $50 grátis, como apresentado na seção de capital inicial, e começe a jogar!


7 dicas para você elevar o nível do seu jogo

janeiro 7, 2011
Originalmente postado em papodehomem.com.br
Retirado do Blog Quero Ser Shark

Seja você um iniciante ou um jogador mais experiente, as seguintes dicas oferecem alguns caminhos paravocê aprimorar seu jogo.

1. Seja agressivo

Agressividade é o que há. Não conheço um grande vencedor que não seja agressivo.

Existe uma lógica por traz disso: no Texas Hold’em você conseguirá um par ou algo melhor no flop (quando não iniciar com um par na mão) apenas em 1/3 das vezes. Logo, em 2/3 das vezes não teremos nenhum jogo pronto. A mesma regra se aplica ao seu oponente.

Como na maioria das vezes seu oponente não vai ter uma mão sólida, sendo agressivo você poderá ganhar um pote que muitas vezes não merece. No entanto, não seja agressivo de forma irracional: siga uma lógica e pense muito bem no que está fazendo para não ser agressivo nos momentos incorretos.

2. Deixe suas emoções de lado

Se você se deixar levar pelas suas emoções durante o jogo, isso poderá lhe custar muito caro. Poker é um jogo que envolve psicologia, matemática e lógica. Quando um jogador está emocionalmente frustrado na mesa, ele deixa de lado os três pilares do poker. Isso se chama Tilt.

Seu objetivo enquanto jogador deve ser nunca tiltar. Para isso, você tem que se conscientizar de que não importa se você perdeu uma mão em que era favorito, ou se seu péssimo oponente continua ganhando mãos em que ele não merecia ganhar. O que importa é jogar corretamente. Com estabilidade emocional, uma hora o resultado vai surgir.

Contudo, nós não somos robôs: em algum momento a nossa emoção prevalecerá. Quando isso ocorrer, saia da mesa, principalmente se for uma mesa de cash game, na qual cada ficha possui valor monetário. É melhor não jogar do que jogar mal, uma vez que no poker jogar mal significa perder dinheiro a longo prazo.

3. Seja humilde

Saiba que você não é o melhor jogador do mundo.

Provavelmente você não é sequer o melhor jogador da mesa. Tenha consciência disso e você terá um motivo para tentar evoluir. Lembre-se que os piores jogadores acham que são bons e podem ganhar, caso contrário não jogariam.

4. Controle sua banca

Certifique-se de que você possui uma banca grande o suficiente pra suportar as oscilações do poker. Afinal, estamos falando de um jogo com informações incompletas, em que raramente uma mão não possui qualquer chance de ganhar. Assim sendo, você pode jogar corretamente e ainda assim perder. É aqui que entra a já mencionada oscilação.

Pra entender melhor esse termo, tente imaginar uma situação em que estamos jogando cara ou coroa. Toda vez que sair cara, você ganha R$ 1,20. Toda vez que sair coroa você perde R$1,00.

Obviamente é lucrativo pra você participar desse jogo de cara ou coroa. Contudo, se você começar com R$5, a chance de você quebrar (ou chance de ruína) é alta. Agora imagine que você tenha R$100. Dessa vez a chance de ruína é baixa, mas ainda existente. Agora imagine que você tenha R$1.000.000. A chance de ruína aqui é virtualmente inexistente.

Controle de banca é possuir um valor alto o suficiente para que seu risco de ruína seja quase inexistente.

Uma forma conservadora de controle de banca é jogar com no mínimo 50 vezes o valor que você paga pra entrar no torneio ou mesa de cash game. Por exemplo, para jogar um torneio de $11, você tem que ter pelo menos $550 no caixa. Ou, para sentar em uma mesa de cash game em que a entrada máxima é de $50, você tem de possuir pelo menos $2500.

daniel-negreanu

Case você não seja o Daniel Negreanu, comece a jogar nos limites que sua banca e habilidade aguentam

Outro exemplo: você tinha $550 no caixa e estava jogando torneios de $11, mas perdeu vários, de tal maneira que sua banca caiu para $300. Nesse caso, você deve começar a jogar torneios de $6, respeitando a regra de 50 vezes o valor do torneio.

Apenas pra finalizar esse ponto, tenha em mente que o controle de banca parte do pressuposto de que você é um vencedor nos limites que joga. Se isso não for verdade, sua tendência é quebrar.

5. Pense sob diferentes perspectivas

Um erro comum é achar que seu oponente pensa da mesma maneira que você. Tenha em mente que cada um pensa de uma maneira, gerando interpretações distintas para situações idênticas.

Com isso em mente, seu objetivo na mesa é desvendar o raciocínio do seu oponente, entender como ele pensa e usar essa informação contra ele sempre que for apostar. Se conseguir isso, é uma questão de tempo para o dinheiro sair do bolso dele em direção ao seu.

6. Não jogue como você vê na TV

Atualmente existem diversos programas de poker na televisão. Eu adoro assisti-los, mas é essencial ter em mente que não se deve jogar diversas mãos que mostram ali.

Não é que os jogadores que estão ali são ruins, mas temos que nos lembrar que na TV existem edições. Os produtores selecionam apenas mãos em que houve ação para mostrar ao público. Isso significa que se um jogador ficar uma hora sem jogar nenhuma mão e subitamente resolver jogar uma mão fraca por causa da sua imagem de jogador fechado, o público pode interpretar que ele sempre joga aquela mão fraca, pois não está ciente do contexto da mesa que fez o jogador decidir jogá-la.

Nos filmes, por outro lado, a tendência é mostrar que os jogadores fazem os melhores jogos possíveis com grande frequência. Isso está longe de acontecer. Se você só for jogar quando tiver mãos incrivelmente fortes, você provavelmente vai perder todo seu dinheiro antes de ter a chance de pegar uma mão dessas.

7. Estude o jogo

Pra se tornar um grande jogador é necessário suar muito. O número de jogadores que não se dedicam e alcançam o sucesso é incrivelmente menor do que você deve imaginar. Por isso sempre busque novas fontes de informação, sempre discuta mãos e nunca feche sua cabeça para novas ideias e teorias.

A seguir, listei alguns livros de poker que são interessantes na minha opinião. Em geral, livros apresentam alguns conceitos importantes, mas também apresentam teorias falhas ou ultrapassadas. Leia os livros e procure absorver somente o que lhe parecer interessante.

Super System

Super System II

The Theory of Poker

Harrington on Hold’em (todos os 3 volumes)

Harrington on Cash Games (dois volumes)

Professional No-Limit Hold’em I

Elements of Poker (meu favorito)

Apesar de citar livros nesse post, quero deixar claro que os mesmos não são essenciais pra sua evolução, mas são uma boa fonte de teoria. Se você não pode ou não quer ler esses livros, procure fontes alternativas.

Existem fóruns de poker online com excelentes discussões. O maior do mundo é o TwoPlusTwo e o maior do Brasil é o MaisEV. Existem também excelentes blogs de estratégia.


Low Limits Manual – jogando o pré-flop – pt. II

janeiro 4, 2011

Nessa segunda parte do manual trataremos de duas outras posições do pré-flop: o MP e o CO. A primeira parte do manual de micro limits pode ser encontrado aqui. Bons estudos!

Middle Position (MP)

Estar em Middle Positon (posição média) significa que você terá 1 jogador a agir na sua frente (UTG), você tem posição favorável, 2 jogadores para agir atrás de você (CO e BTN) que tem posição contra você, e 2 jogadores para agir atrás de você (SB e BB), os quais você tem posição. MP é muito semelhante ao UTG, você incorporara algumas poucas mãos, contudo todas as principais se aplicam. Novamente, vamos examinar um range preflop de MP padrão, assumindo full stacks e uma  mistura de TAGs/LAGs, fish e loose passive:

tabela range poker artigos pokerstove

Range padrão do MP

Ajustando:

Loose Games:

você geralmente quer evitar mãos como A9o, como o potencial desses tipos de mãos é muito pequeno. UTG você ainda pode lucrar com raise 98s e T9s, somente faça menos frequentemente. Por exemplo, talvez você somente dê raise com essas mãos aproximadamente metade do tempo que você as receba. Use sua imagem/table history para determinar a melhor oportunidade de raise. Em maior parte, num jogo mais loose, você quer manter as coisas mais próximas do simples, dê menos raises em mãos nesta posição.

Tight Games:

nestes jogos você pode abrir um pouco mais nesta posição, inclua:

tabela range poker artigos pokerstove

Range de mãos alargado em tight games

Isolando:

Dependendo de um jogador muito fraco, jogando 40% ou mais das mãos, você precisa manter em mente que o range de limp dessas pessoas é tão tight quanto eles quiserem (mesmo que embora possa ser vasto). Você tem que ser cuidado ao isolar nesta posição porque há 2 jogadores com posição contra você que entendem que você pode isolar os donkeys em UTG com um range bem grande. Esta bem em tentar e adicionar uma mãos como J9s em seu range, com o propósito de isolar um jogador mais fraco (fraco, eu quero dizer foldar muito, ou dar limp/fold, ou c-bet/double barrels) contudo se você tem um ou dois jogadores TAGs atrás de você, que explorarão seu extenso range, você deve tender a foldar para evitar situações marginais. Quando esses jogadores estão nos blinds você fez uma boa seleção de jogo e não há jogadores que irão atrás de você (que sempre oferecem resistência contra você), vá em frente e isole o limper.


3betting:

Em geral, você deve 3betar muito mais em posição do que OOP.

A única pessoa que você pode 3betar em MP é o UTG. Você precisa ser muito cuidadoso ao 3betar

uma pessoa que abriu UTG (UTG opener), porque é onde o range de raise dele é mais tight (ignorando quando eles estão nos blinds).

3bets light sao certamente lucrativas, contudo o peso da 3bet light VS 3bet por value, deve ser medida pesadamente para o lado do value. Vamos dizer, por bem de números, nós 3betamos por value um UTG opener 80% das vezes e 3betamos light 20%.

Primeiro, vamos ver nosso range de 3bet value:

AA, KK, QQ, AKo/s (sempre)

AQo/s, AJs, KQs, JJ e TT (em certas situações)

Quando eu digo em certas situações, eu quero dizer que 3betar com essas mãos é marginal, quando você não sabe claramente se esta na frente do range do oponente. Isto não significa que você não deve 3betar com essas mãos, somente significa que você não deve 3betar todas as vezes e que você deve estar mais inclinado em fazer isso em posição.

Um jogador que joga 14/12 e dá raise UTG, provavelmente eu seu raise com as top 8% de mãos. Essas são, mais ou menos, as seguintes:

tabela range poker artigos pokerstove

Possível range de mãos do vilão em UTG

 

A equidade dessas mãos contra o seu range está conforme a tabela abaixo:

Já as mãos para 3bet light sãoas seguintes?

tabela range poker artigos pokerstove

Range de 3bet light

Será mais lucrativo dar call com small pair pré-flop (como eu irei descrever em capítulos posteriores), contudo eles podem ser encaixados na categoria 3bet light de vez em quando. Você geralmente quer 3betar um UTG opener com 56-T9s ou Axs porque com os SC (suited connectors) você geralmente evita segunda melhores mãos e tem um grande potencial de flopar algo, e o tipo Axs de mãos bloquearão combinações de AA e AK (irá ajudar a evitar você ser 4betado) e também tem tremendo potencial de flop. Evite todas as outras mãos, como elas irao ser segunda melhores mãos frequentemente e te levarão a situações marginais/dificeis.

De volta, examinando quando 3betar. Nós dizemos que queremos usar um peso 80/20, 80 por value, 20 por blefe. Isto significa, a cada 4 vezes que você 3bet um UTG opener com algo como AK ou AA, você quer 3betar ele uma vez com 56s.

Stack Sizes

Assim como UTG você deve ajustar seu range baseado no tamanho dos stacks. Neste cenário, você deve evitar mãos como 22-66 ou 98s, e as substituir por mãos como JKo, QJo, A9s, A10o, porque contra essses jogadores, você novamente está procurando por um top pair (par maior) para jogar contra.

Cut Off (CO)

Aqui é onde o poker se tornará mais interessante. O CO é a primeira posição considerada late position, e é um lugar onde você irá estar mais frequentemente em posição. Tem uma transição bem maior no seu range de MP para CO, como será mostrado na sua seleção de mãos. O CO é uma das mais lucrativas posições, atrás somente do BTN. Esta posição é onde você começará a isolar jogadores fracos limpers, e 3betar jogadores que mantém a pressão na mesa. Vamos adentrar nosso range:

tabela range poker artigos pokerstove

A ideia aqui é roubar os blinds e isolar os limpers. Se você obteve sucesso em roubar os blinds de alguem, você ganhou 1.5BBs. Se você bater um jogo com 5 PTBB (poker tracker big bets, ou dois big blinds) você irá notar que você ganhou .1BB por mãos. Isto significa que roubando os blinds, você ganha 15 vezes o lucro medio por mão. Comecando a entender porque é tao importante e lucrativo? Passemos então aos…

Ajustes

Loose games:

Acredite ou não, mas jogar do CO em loose games é mais tricky do que em tight games quando se trata de isolar. Num jogo tight, você pode dar raise com qualquer coisa e a maioria das decisões serão fáceis. Num loose game você corre o risco de jogar muitos pots com mãos marginais e (apesar de estar em posição) perder dinheiro.

Assim que você se torna melhor posflop você terá a capacidade de dar mais raises com mais mãos em posição para isolar os limper, mas primeiramente nós temos que examinar situações onde nós devemos e não devemos isolar um jogador.

Vamos imaginar o seguinte cenário:

Você esta no CO com K9s, UTG que joga 38/10 dá limp (você tem visto esse jogador dar limp UTG com KQo, e com K4s em LP), este jogador é do lado passivo e folda para 50% de cbets. O BTN é um TAG medíocre jogando 18/15 e não é capaz de dar 3bet light IP, embora você tenha visto o fazer. Os blinds são 2 stacks medianos que jogando 30-35% das mãos. Qual sua jogada?

Fold. Embora o jogador UTG é ruim e dá limp com um vasto range, nós podemos estar certos de que ele esta no topo do range de limp UTG e está ciente do significado de posição. Nós também sabemos que ele folda 50% das cbets, e pouco menos quando o range dele é forte (por ele estar UTG). O BTN é de pouca preocupação, mas sabemos que ele nos da reraise com AQ+ e TT+ e em raras ocasiões um blefe, então isto é algo para se considerar. A segunda grande preocupacao da mão são os short stacks nos blinds. Eles jogam muitas mãos e não se preocupam com posição. Sem flopar algo forte será dificil jogar contra esses jogadores, como eles irão estar regularmente fora de linha, despreocupados. você tem uma mãos com algum potencial, como é suited, contudo os implied odds vem dos deep stacks e não dos shorts. Esse composto em como se dar com um jogador limp-caller UTG é problemático porque é bem possivel que você estará em um 3way (3 jogadores) pot no flop.

Outra situação:

Você está no CO com 65s, MP dá limp, ele tem full stack e joga 25/12, com um fold para cbet de 66%. O BTN é um 20/10 weak tight. Nos blinds, tem um bom TAG vencedor que dá muitos 3bets OOP e um donk que joga grandes potes com mãos marginais muito frequentemente, e tem 140 e 180 BBS, e você cobre.

Raise. Você definitivamente quer dar raise para isolar o jogador em MP que é definitivamente weak tight. O fold to cbet dele é baixo, tão baixo quanto um weak tight alcança, mas você tem full stacks e posição, combinado com uma mão com grande potencial é uma situação muito lucrativa. Nós não queremos que o BU venha junto, mas se ele vier nós podemos, ainda, representar alguma coisa com o cbet no flop, e nós temos também grande potencial de flop, caso acertemos. O TAG que 3beta muito é meio problemático, mas esta é uma situação onde de vez em quando nós podemos dar call e blefar em alguns flops, se tiver que ser assim. Outro grande recurso dessa mão é o jogador fraco nos blinds que nós cobrimos. Nós iremos ter posição nesse jogador e extraordinárias implied odds, então definitivamente nós não nos importamos se ele vier junto.

Se um jogador dá muito call depois do flop você quer dar raise com algo como K9s, ao invés de 65s, ao menos que você esteja Deep Stack com aquele jogador. Em geral, contra esses caras você pode enfrentá-los e deixar o pote suculento com par fortes/draws, então nós podemos dar raise em mãos Kx que pode fazer par fortes. No primeiro cenário nós não demos raise com K9s por causa dos short stacks, mas era somente porque nós estavamos com medo que o UTG viesse junto com uma mão que poderia nos dominar, e também nós preferimos ter 65s num multiway pot, oposto ao K9s com muito menos potencial posflop. Pode parecer algo intuitivo e como se eu estivesse me contradizendo, mas foque em cada faceta/detalhe da mão e como uma mão pode ser mais lucrativa em se dar raise que a outra, se elas são mesmo lucrativas no geral. Para valer a pena, eu prefiro dar raise com 65s no primeiro cenário, embora seja muitos próximos o raise e o fold.

Vamos focar num cenário onde será preferivel isolar com K9s/K10o/A9o de qualquer modo.

Parte III


Low Limits Manual – jogando o pré-flop – pt. I

janeiro 4, 2011
Escrito por fees – Fórum twoplustwo
Traduzido por PedroYnoue – Fórum MaisEV
Adaptado por Yuri Utumi – Poker Artigos

Este é um dos melhor artigos que eu já li sobre micro stakes. Acho que que é de leitura obrigatória para todo jogador iniciante, rico em detalhes que por vezes necessitam que o jogador não seja “tão iniciante assim”. Excelente!

Prefácio

Este livro irá cobrir ring games de small stakes online 6-max. Todas as mãos serão tratadas como 6 handed, embora outras situações serão discutidas. O foco deste livro será a progressao de uma mão, ou: pré-flop, flop, turn e river.

O range de suas mãos, em geral, deve ser ajustado e ser o contrário ao modo que o jogo está sendo jogado.

spades clubs naipes poker poquer online

Isto significa que quando o jogo é loose (querendo dizer, muitos jogadores ruins, geralmente jogadores com o VPIP maior do que 28, por exemplo um jogador que joga 32/5/1 é um jogador ruim fraco) você deve jogar um jogo mais tight e sólido, blefar menos vezes (incluindo semiblefes) e value bet thin com 1 par. Você deve, também, jogar menos starting hands. Por outro lado, se o jogo é mais tight, você deve jogar mais loose em seu starting range para explorar a maior tendência em foldar de seu oponente. Nestes exemplos você deve semiblefar e blefar mais, como você encontrara muito mais fold equity.

Jogadores loose procurarão por uma desculpa para dar call, considerando que um jogador tight procurara por uma desculpa pra dar fold.

Table Selection

Quando selecionando as mesas você deve procurar pelas seguintes coisas:

–  Jogadores que jogam muitas mãos, qualquer coisa por volta de 40 VPIP é ideal, mas 30 são muitas mãos tambem. Mas jogadores que jogam algo como 25/10 (querendo dizer que eles estao dando muito limp e call muito exageradamente pré-flop) não serão nada mal.

–  Tamanho dos Stacks. Geralmente você quer jogadores com full stack (buy-in maximo) a sua direita. você quer ter posição nos jogadores que você cobre (tamanho dos stacks), como isso é +EV. Ao mesmo tempo, você quer jogadores com short stacks a sua esquerda, como short stacks que tem posição em você será +EV para você. Numa mesa perfeita, você jogaria com 3 full stacks com VPIP > 40 a sua direita, e short stacks bem tights a sua esquerda, mas isso acontecerá muito raramente, isso é somente uma coisa para se pensar sobre.

–  Posição e mãos jogadas. Como descrito no segundo item de seleção de mesas, você quer jogadores looses a sua direita e jogadores tights a sua esquerda. Novamente, isso não é essencial, mas é algo para de pensar quando se troca/seleciona lugares (seats), assim como quando se muda de jogos.

–  Regulares perdedores/breakeven. Sua estratégia deve envolver você jogando 4 mesas ou menos e realmente focado nos seus oponentes e criando reads sólidos. Sinta-se livre para jogar com um regular que você tem como um loser ou winner fraco/marginal em sua database (banco de dados). Evite vencedores. Sua estratégia superior se fará lucrativa ao sentar em um jogo com esses jogadores e explorá-los, então sinta-se livre para sentar, só não os procure. Não faça disso uma rotina, a não ser que eles sejam realmente ruins.

–  Como um resumo geral, é melhor jogar em uma mesa com um monte de loose passive/weak tight do que com alguem que joga 80% das mãos e outros 4 TAG’s sólidos. Por exemplo, eu prefiro uma mesa: 40/10, 30/20, 25/14, 20/12, 17/12 do que uma mesa 70/30, 23/20, 20/18, 20/18, 18/15. será mais fácil jogar contra oponentes ruins/mediocres do que 1 oponente muito ruim e outros 4 bons.

Poker é simples, quando seus oponentes cometem erros, você lucra.

Contra jogadores Loose/ruins, você geralmente quer jogar um straight forward tight solid poker.

Contra jogadores Tight/bons, você geralmente quer mixar, misturar seu jogo e jogar mais tricky ou um estilo mais inteligente, enganoso. Não cometa o erro de que todo TAG 20/17 multitabling é tight E bom. Contra esse tipo de jogadores, você quer jogar uma estratégia mais loose pré-flop e uma estratégia de jogo pós-flop sólida, como eles irão cometer erros, não é necessario tentar forçá-los.

Pré-flop:

Este capitulo irá demonstrar estrategia preflop e focara em raising ranges (ranges de raise), calling ranges e 3betting preflop (3B) conhecido como reraise preflop.

Under the Gun (UTG)

Estar under the gun significa que você tem 3 jogadores para agir que tem posição em você: o MP, o CO e o BTN. Também significa que você tem 2 jogadores para agir que estarão fora de posição contra você, o SB e o BB.

Seu range de raise UTG deve ser o mais tight das 4 posições fora das blinds. Vamos dar uma olhada num range preflop UTG standard (padrão), assumindo full stacks e uma mistura de TAGs/LAGs, fishes (jogadores que jogam muitas mãos sem razao) e loose passive (fish que da check/call e são os mais fáceis de você extrair valor), vindo, o seu range padrão, a configurar-se da seguinte forma:

tabela range short handed 6max utg pokerstove

Em amarelo, o range padrão UTG

Isso envolverá 13% das mãos e é um range de raise preflop conservador, mas muito sólido e lucrativo. Seu range UTG pode ser ajustado de acordo com a dinâmica do jogo que você está sendo jogando na mesa. Veremos:

Em Loose games:

Adicione mãos como KJo ou A10o, porque você pode fazer mãos do tipo 1 par e extrair valor de jogadores dando call com mãos top pair mais fracas, ou mãos second pair. A razão pela qual nós evitamos esses tipos de mãos em jogos tight é porque frequentemente nós iremos aparecer com o segundo melhor par fora de posição (OOP/Out of Position) e a mão nos colocará em situações dificeis, tendo de tomar decisões close. Sempre tente fazer o poker fácil de ser jogado.

Em Tight Games:

Inclua mãos como 65+ ou A5s. Essas mãos tem muito potencial e o colocará menos em situações onde você tem 1 par fraco fora de posição. Essas mãos aumentam seu range contra jogadores melhores e faz você ser um oponente mais forte e tricky (enganoso).

De acordo com as Stack Sizes:

Você também deve ajustar seu range de raise baseado no tamanho dos stacks. Por exemplo, vamos dizer que você está UTG e tem 2 ou 3 jogadores com 40BB. Neste cenário, você deve evitar mãos como 22-66 ou 98s, e as substituir por mãos como KJo, QJo, A9s, A10o, porque contra essses jogadores, você está simplesmente procurando por um Top Pair para jogar – estes jogadores com 40BB geralmente serão muito ruins e jogam mal o posflop, indo all-in com um range enorme que não inclui muitas mãos top pair.

Parte II


Entendendo pot odds

janeiro 4, 2011

Definição:

POT ODDS é a relação que existe entre a quantidade de dinheiro existente no pote e a quantidade de dinheiro necessária para pagar uma aposta e continuar com o direito de poder ganhar a mão. Essa relação é expressa através da divisão do valor a ser pago pelo valor do pote.

Exemplo:

Antes do FLOP existe $20 no pote. Após o flop seu oponente aposta all in de $10. Para continuar na mão, você tem que pagar. Seus pot odds são 10:30 (valor a ser pago, dividido por pote total). Simplificando, temos que o pot odds é de 1:3 (leia-se um para três).

Para que servem POT ODDS?

Através dele é possível calcular a porcentagem de vezes que você tem que ganhar o pote para justificar a sua ação.

matusow wsop odds poker artigos

Como calcular isso?

Para calcular a % de vezes que precisamos ganhar para que uma situação seja breakeven (0x0), basta dividirmos a quantia que temos que pagar pelo valor do pote após o nosso call.

Pegando o exemplo anterior: O pot tem $30 e temos que pagar $10. Ou seja, estamos recebendo 1:3. Para acharmos a porcentagem de vezes que temos que ganhar para justificar o call, dividimos $10 por($30 + $10) = $10/$40 = ¼ = 0,25. Se multiplicarmos por 100, teremos a porcentagem de 25%.

Resumindo o cálculo:

* Ache os odds que você está recebendo (1:3).
* Divida a primeira casa pela soma da segunda + primeira (1 / 3+1)
* Multiplique o valor encontrado por 100.
* O resultado será a % de vezes que temos que ganhar para que o call seja breakeven (25%)

Como se aproveitar dessa informação?

Neste post nós explicamos o conceito de equidade. Sabendo nossa equidade, podemos comparar com os pot odds oferecidos e então concluir se o movimento a ser feito será lucrativo ou não.

Vamos expandir o exemplo proposto no início desse tópico:
Estamos no flop, sendo nossa mão Th9h (dez e nove de copas). O flop possui Ah 7c 5h nos dando um flush draw e um runner runner straight draw.

O pote tinha $20, nosso oponente foi all in de $10, totalizando um pot de $30. Temos que pagar $10 em $30 do pote, que significa 1:3, ou seja, temos que ter pelo menos 25% de equidade para o call ser lucrativo.

Nós já sabemos qual é a nossa mão e qual é o flop, agora precisamos saber qual é a mão de nosso oponente. Obviamente não temos como adivinhar, mas, de acordo com a ação dele podemos estimar o range que ele possui, ou seja, a gama de mãos que ele pode ter.

No exemplo em questão, vamos assumir que o oponente é um jogador incrivelmente tight e medroso. Ele só iria all in no flop com o maior par ou mãos melhores.

Uma vez definido o range dele, podemos agora estipular a nossa equidade. Conforme explicado no artigo sobre equidade, podemos usar a Regra do 4×2 ou o PokerStove.

Utilizando a regra do 4×2, podemos assumir que temos 9 outs para o flush. Não irei adicionar outs para o runner runner straight draw porque também não estou contabilizando as vezes que o oponente vai poder fazer full house ou que pode ter um flush draw maior.

Como temos 9 outs e estamos no flop, multiplicamos 9×4 = 36. Ou seja, nossa equidade é de aproximadamente 36%.

Se colocarmos no PokerStove os ranges aqui estimados, podemos confirmar que teremos cerca de 36% de equidade.

Feito isso, temos as seguintes informações:

* Precisamos de 25% de equidade para pagar o all in no flop.
* Temos 36% de equidade sobre o range do oponente.

Como nossa equidade é maior do que o mínimo necessário, a jogada correta é pagar o all in.

Como fazer a representação inversa, ou seja, de equidade para odds?

1. Divida 100 pelo número da equidade.
2. Subtraia 1 do resultado
3. O resultado será a segunda metade da representação, ao passo que 1 será a primeira metade

Sei que parece complicado, então vamos devagar, utilizando o exemplo anterior:

Divida 100 pelo número da equidade.

Sabemos que temos 36% de equidade. Então devemos dividir 100 por 36. O resultado é aproximadamente 2.78.

Subtraia 1 do resultado

2.78 – 1 = 1.78

O resultado será a segunda metade da representação, ao passo que 1 será a primeira metade

Primeira metade = 1
Segunda metade = 1.78

POT ODDS = 1 : 1.78

Assim sendo, qualquer aposta que nos oferaça mais do que 1:1,78, é lucrativo pagar quando nossa mão possui 36% de equidade.

Como transformar odds em valores de apostas?

1. Subtrair a segunda metade dos odds pela primeira;
2. Divida o valor do pot (antes da aposta) pelo resultado encontrado.

Exemplo:

Se o pot odds é de 1 : 3 e o POT no flop, antes das apostas é de $20, temos que:

3-1 = 2.
20/2 = 10.

Assim sendo, para termos 1:3 em um pot de $20, a aposta do oponente tem que ser de $10.


Psicologia no Poker

janeiro 3, 2011
Retirado do Clube do Poker

Quanto mais competitivo se torna o poker, maior é a necessidade de achar fraquezas em áreas onde outros jogadores não costumam olhar.

A psicologia é uma dessas áreas, porque o número de jogadores que a desprezam ainda é maior do que o número daqueles que realmente dão valor. Não faz muito tempo que os jogadores vencedores não precisavam trabalhar com fatores como tilt, foco, motivação, confiança, etc. Mas isso mudou.

O grande número de jogadores, associado ao material de qualidade sobre poker disponível hoje em dia, exige que você explore um lado não muito visado do poker para ter vantagem sobre seus oponentes: o lado mental.

phil hellmuth wsop poker artigos poquer online live

Melhorar seu lado mental no jogo acontece conforme você melhora suas técnicas e habilidades. Tudo se resume a elaborar uma estratégia baseada em informação de qualidade, e como o lado psicológico nem sempre é tão obvio, a seguir listarei 6 (de muitos) importantes fatores onde a psicologia é importante em seu jogo.

1. Situações de Tilt

O dinheiro jogado fora por jogadores em tilt é um lugar estranho para achar oportunidades, mas pode ser um dos melhores, caso você saiba como tirar vantagem dele. Poucos são os jogadores que notam que erros realizados durante o tilt, sejam eles estratégicos ou mentais, na verdade não são causados pelo tilt. O tilt apenas revela os erros. É como se o tilt destroçasse as defesas de seu jogo, deixando visíveis e vulneráveis os seus pontos.

Quando você entra em tilt, o excesso de emoção derruba sua habilidade de pensar; conseqüência de uma reação natural presente no cérebro de todas as pessoas do planeta. O fato de você perder a capacidade de pensar corretamente é a razão pela qual o tilt é um problema tão grande.

Sem pensar direito, as terríveis decisões que você faz durante o tilt mostram os piores hábitos/decisões de seu jogo. Mesmo que essas terríveis jogadas pareçam óbvias e básicas para o seu atual nível de jogo, cair nelas mostra que você ainda não as dominou completamente.

Claro que o melhor é não cair no tilt, mas enquanto você não se “blinda” 100% contra isso, fique atento aos seus erros… e também aos dos oponentes, quando eles entrarem em tilt.

2. Jogando mais mesas e mais horas do que possível

Se o máximo de peso que você consegue levantar são 150 libras, seria suicídio tentar levantar 250 libras; mesmo assim é comum vermos jogadores tomarem atitudes parecidas com essa, jogando mais mesas e horas do que realmente pode. Claro que pode parecer razoável para você jogar 4 horas quando você só pode jogar 2, ou jogar 12 mesas quando só pode jogar 7. Mesmo assim você não deve fazer essas loucuras. Talvez uma vez ou outra, quando as estrelas se alinharem perfeitamente (um dia com clima perfeito, com seu jogo fluindo bem e as mesas cheias de fish), porém isso requer muito trabalho mental.

Pense nisso como um treino ou malhação. Então, comece com o que você “aguenta”, e com o passar do tempo vá adicionando mais mesas e horas em seu jogo. Se em média suas sessões duram 2 horas, depois de uma ou duas semanas, comece a adicionar 10~15 minutos a partir da terceira semana. Quando estiver confortável, adicione outros 10~15 minutos.

Mantenha o ritmo e em um ou dois meses você estará jogando de 3 a 4 horas. O mesmo é aplicado ao número de mesas.

3. Variância acontece

A questão não é se a variância aparecerá, porque ela vai aparecer! A questão é como reagir a ela. Seja em uma grande seqüência de bons resultados ou terríveis jogos, o principal problema da variância é que ela afeta a sua confiança. Com bons resultados você pode se sentir o deus do poker, já com péssimos resultados você pode se sentir exatamente o contrário.

A razão pela qual a confiança está perfeitamente alinhada com seus resultados é a forma como você avalia a qualidade de seu jogo: Baseado nos resultados. Claro, dinheiro e resultados são o que mais importa – mas é sua habilidade que produz esses resultados a longo prazo e é nela que você deve focar.

Para fazer a mudança de foco – priorizar as habilidades ao invés dos resultados – você precisa avaliar a qualidade de seu jogo depois das sessões. Não é preciso de muito, cerca de 15 minutos é o suficiente. Em dias onde você perdeu, mas notou durante a revisão da sessão que jogou de forma correta, fique feliz! Você diminuiu suas perdas, e isso é uma grande vitória.

4. Fazendo progresso

Melhorar seu jogo raramente será feito de forma linear. É parecido como um carro com problema de motor: muitas paradas e partidas, arrancando às vezes e ocasionalmente ficando completamente parado. Deixando a variância de lado, seu progresso não deve ser dessa maneira. Tendo conhecimento do processo de melhora você pode manter sua curva de aprendizagem movendo-se sempre para cima, minimizando as subidas e descidas bruscas.

Pela maior competitividade de hoje, o trabalho duro não é mais suficiente para conseguir esse progresso. Você tem que ser mais esperto e mais eficiente. Este é um assunto que renderia um livro inteiro, mas eu gostaria de ressaltar alguns coisas:

1 – Dar um passo para frente e um passo para trás – É assim que ocorre o progresso. Cada passo para trás é uma chance de provar que seus pontos fracos melhoraram. E cada passo para frente é uma chance de provar que seus pontos fortes estão ainda melhores.

2 – Liste seus erros (estratégicos e mentais), e analise depois das sessões. Assim você poderá focar na melhoria de cada um deles. Faça isso consistentemente, alguns meses depois você poderá ver uma grande melhoria no seu jogo.

3 – Revise todas as mãos que você encontrou problemas, não só as que você ganhou ou perdeu mais. Marque-as quando acontecerem, assim você poderá encontrá-las facilmente depois da sessão.

5. Cria sua “zona”

O clima perfeito para o jogo não aparece do nada. Ele ocorre por uma boa razão. A “zona” – o lugar de extremo foco, presença perfeita, e grande jogo .

Para alcançar este “nirvana” do poker você precisa remover qualquer coisa que retire sua atenção. Todo tipo de distração (internet, telefone, tv, etc) e também o tilt. É mais fácil falar do que fazer, mas se fosse fácil à recompensa para seu jogo não seria tão grande.

Você também precisa se preparar para isso. Para que a você chegue nesta zona com consistência você precisa focar sua mente apenas no poker. Comece a trabalhar sua mente antes de começar a jogar, assim você já estará nesta zona quando as cartas forem dadas. Para mais informações nesse sentido, recomendamos dar uma lida neste artigo.

6. Fazendo Moving Up.

Subir de stacks não deve ser tratado com desespero. Algo como “vencer ou morrer”. O objetivo é estabilizar seu jogo no novo nível assim como você fez no nível anterior. Esta sutil diferença tornará você mais agressivo ao tentar alcançar o novo nível e automaticamente aumentará o prazo para a expectativa de sucesso de sua subida. Estes dois fatores reduzem a pressão. E como você não está apenas tentando alcançar bons resultados imediatamente nesse novo limite, seu foco estará em melhorar suas habilidades o suficiente para competir com os jogadores regulares, e assim você realmente irá aprender mais rápido.

Então, ao invés de apenas subir de nível e torcer para se dar bem lá, considere os seguintes pontos:

1 – Identifique fraquezas que não eram prioridades nos níveis mais baixos

2 – Estude outros jogadores para aprender a maneira como eles jogam

3 – Jogue menos mesas para ter maior foco.

4 – Mantenha-se agressivo e focado em melhorar suas habilidades.

Preocupando-se apenas com sua habilidade, o lucro virá naturalmente.


Etiqueta no poker live (e também no online)

janeiro 3, 2011
Escrito por RaSZi – pt.PokerNews

Quando terminamos uma refeição num restaurante, colocamos os talheres do lado direito no fundo do prato. Isto é um exemplo de etiqueta, e como tudo na vida, também existe etiqueta no poker.

Muitos jogadores, nomeadamente os que jogam por divertimento, não sabem que existem algumas ‘regras’ de etiqueta no poker. Não se pode realmente atribuir-lhes culpas e destes jogadores apenas temos de aceitar, como recompensa da acção que eles trazem. De profissionais apenas se pode esperar que todos se tratem com respeito nas mesas. Isto é mais uma excepção do que uma regra. Muitas vezes as pessoas não se apercebem que certas acções nas mesas são muito desrespeitosas. Vou começar com a pior das formas.

etiqueta mesa poker artigos poquer live online

NÃO use o celular enquanto estiver na mesa!

Slowroll

Slowrolling significa que é o último a agir na mão e espera algum tempo para fazer o call quando não há mão nenhuma que lhe possa ganhar, ou seja, tem nuts. Alguém vai all in e outro tem AK na seguinte board T-J-5-8-Q, seca. Não há forma de perder a mão nem de conseguir mais dinheiro no pote, mas continua a perder tempo antes de fazer o call, embora não haja forma de perder a mão. Isto é muito baixo. Porque está a dar a ideia ao seu adversário que ele pode ganhar a mão. Mas para quê fazer isto? Não pode perder a mão, e não ganha nada em perder tempo. Há quem diga que faz parte do jogo psicológico, mas é uma das piores coisas que se pode fazer. Não altera nada e perde todo o respeito dos jogadores da mesa.

Outra forma de slowroll é esperar antes de mostrar a mão num showdown. Imagine que faz call a outro jogador no river com AJ numa board A-J-6 -5-T, seco, e o adversário mostra A9 . A carta no river foi perigosa e apenas fez call á aposta do adversário, por isso ele tem de mostrar a mão primeiro. O que vejo frequentemente é o jogador com AJ a bater com a mão na mesa, a olhar novamente as cartas e a abanar a cabeça. Neste momento está a dar a entender ao seu adversário que tem a melhor mão. Algumas vezes fazem de conta que vão fazer muck das cartas e depois viram-nas no último momento. Imediatamente perco o respeito por um jogador destes e atiro as minhas fichas na sua direcção.

Celebrações

Celebrar a mão vencedora deve ser feita com moderação. Ponha-se no lugar do adversário e imagine o sentimento de ter perdido a mão. Se perde uma mão e o adversário começa aos saltos a gritar “YEAH!” e a comemorar com os amigos, isso vai deixá-lo irritado. Não me interprete mal, não há nada de errado em ficar satisfeito por ganhar a mão. Ganhar uma mão importante num torneio e dobrar as fichas é motivo para celebrar. Mas há formas e formas de o fazer, simplesmente diga “boa” ou feche o pulso em sinal de contentamento.

Se os seus Ases aguentaram numa mão importante ou num grande pote, é normal sentir uma sensação de libertação de stress, mas ninguém quer ver um tipo em cima da cadeira a gritar de alegria. Mais ninguém na sala quer saber se ganhou uma mão. Manter as celebrações modestas é ainda mais importante se acabou de ganhar com a pior mão. Se ganhar [Kc} contra depois de all in preflop, não se ponha aos gritos a dizer que é o melhor. Eu próprio não quereria chamar á atenção depois de ter colocado as minhas fichas no pote com a pior mão e depois ter tido apenas sorte. Mais uma vez, em consideração ao adversário, mantenha-se calmo. Dizer “desculpa” também não ajuda, porque sabe tão bem como ele, que não está arrependido de ter ganho a mão. O melhor a fazer é cumprimentar o adversário e dizer “Tive muita sorte”. Algo que não deve fazer, é começar a falar com o adversário. “O que querias que eu fizesse, eu tinha KK.” Desculpas de alguém que apenas teve sorte, que não tinha outra opção, são extremamente irritantes. Isto traz-nos outra forma de más maneiras á mesa… de poker.

Discursos

Comentários no final de uma mão também devem ser evitados. Algo que está muito em voga no presente, mas que é extremamente rude é um jogador dizer “Ship it” depois de ganhar uma mão. Se está a jogar online e diz isso para si, então não está a ofender ninguém. Mas quando está num casino, dizer coisas como “ship it” ou “manda a massa” depois de ganhar um grande pote é extremamente rude. Como se o adversário não estivesse a tentar o melhor para ganhar o pote.

Como já disse anteriormente, vir com desculpas pode ser muito irritante. Se teve sorte num pote onde entrou com a pior mão, mantenha-se calado e fique contente por ter ganho a mão. “Que querias que fizesse, eu tinha um As?” ou “E depois, também já tiveste sorte” são exemplo de situações onde a resposta é “Porque no te callas!”. Respeite o adversário e fique contente por ter ganho o pote. Outra importante forma de etiqueta é não comentar numa mão onde não está envolvido. Não dê dicas sobre o que foldou, ou que acha que os outros jogadores têm. Cada um tem de jogar as mãos por si, e os jogadores no pote são os únicos que devem falar sobre o pote. Não diga coisas como, “Wow, tinhas um trio ou algo parecido?” depois de um jogador ter feito raise. Na realidade, não lhe diz respeito, por isso espere até ao showdown se quiser comentar a mão. Mesmo que esteja envolvido numa mão, mas contra mais que um adversário, é bastante rude começar a falar e a fazer perguntas a um deles. Se quiser ser respeitado numa mesa de poker, tem de demonstrar o mesmo respeito pelos outros jogadores. Fazer slowroll a outros jogadores, e tratá-los mal, vai definitivamente afectar na forma como os outros o vão tratar a si. Se alguém me fizer um slowroll, pode ter a certeza que no próximo showdown vou virar o meu nuts com um grande sorriso nos lábios e vou ficar a contemplá-lo como forma de provocação. Esta pessoa não merece ser respeitada, e vou mostrar-lhe que o comportamento dele é irritante e de baixo nível. Por isso certifique-se que joga com respeito aos seus adversários e tente pôr-se na posição deles em algumas situações. Se perder uma mão com apenas 2 outs a última coisa que quer ver é um tipo a dançar em cima da cadeira e rir-se de si. Por isso, também não o faça.