7 dicas para você elevar o nível do seu jogo

Originalmente postado em papodehomem.com.br
Retirado do Blog Quero Ser Shark

Seja você um iniciante ou um jogador mais experiente, as seguintes dicas oferecem alguns caminhos paravocê aprimorar seu jogo.

1. Seja agressivo

Agressividade é o que há. Não conheço um grande vencedor que não seja agressivo.

Existe uma lógica por traz disso: no Texas Hold’em você conseguirá um par ou algo melhor no flop (quando não iniciar com um par na mão) apenas em 1/3 das vezes. Logo, em 2/3 das vezes não teremos nenhum jogo pronto. A mesma regra se aplica ao seu oponente.

Como na maioria das vezes seu oponente não vai ter uma mão sólida, sendo agressivo você poderá ganhar um pote que muitas vezes não merece. No entanto, não seja agressivo de forma irracional: siga uma lógica e pense muito bem no que está fazendo para não ser agressivo nos momentos incorretos.

2. Deixe suas emoções de lado

Se você se deixar levar pelas suas emoções durante o jogo, isso poderá lhe custar muito caro. Poker é um jogo que envolve psicologia, matemática e lógica. Quando um jogador está emocionalmente frustrado na mesa, ele deixa de lado os três pilares do poker. Isso se chama Tilt.

Seu objetivo enquanto jogador deve ser nunca tiltar. Para isso, você tem que se conscientizar de que não importa se você perdeu uma mão em que era favorito, ou se seu péssimo oponente continua ganhando mãos em que ele não merecia ganhar. O que importa é jogar corretamente. Com estabilidade emocional, uma hora o resultado vai surgir.

Contudo, nós não somos robôs: em algum momento a nossa emoção prevalecerá. Quando isso ocorrer, saia da mesa, principalmente se for uma mesa de cash game, na qual cada ficha possui valor monetário. É melhor não jogar do que jogar mal, uma vez que no poker jogar mal significa perder dinheiro a longo prazo.

3. Seja humilde

Saiba que você não é o melhor jogador do mundo.

Provavelmente você não é sequer o melhor jogador da mesa. Tenha consciência disso e você terá um motivo para tentar evoluir. Lembre-se que os piores jogadores acham que são bons e podem ganhar, caso contrário não jogariam.

4. Controle sua banca

Certifique-se de que você possui uma banca grande o suficiente pra suportar as oscilações do poker. Afinal, estamos falando de um jogo com informações incompletas, em que raramente uma mão não possui qualquer chance de ganhar. Assim sendo, você pode jogar corretamente e ainda assim perder. É aqui que entra a já mencionada oscilação.

Pra entender melhor esse termo, tente imaginar uma situação em que estamos jogando cara ou coroa. Toda vez que sair cara, você ganha R$ 1,20. Toda vez que sair coroa você perde R$1,00.

Obviamente é lucrativo pra você participar desse jogo de cara ou coroa. Contudo, se você começar com R$5, a chance de você quebrar (ou chance de ruína) é alta. Agora imagine que você tenha R$100. Dessa vez a chance de ruína é baixa, mas ainda existente. Agora imagine que você tenha R$1.000.000. A chance de ruína aqui é virtualmente inexistente.

Controle de banca é possuir um valor alto o suficiente para que seu risco de ruína seja quase inexistente.

Uma forma conservadora de controle de banca é jogar com no mínimo 50 vezes o valor que você paga pra entrar no torneio ou mesa de cash game. Por exemplo, para jogar um torneio de $11, você tem que ter pelo menos $550 no caixa. Ou, para sentar em uma mesa de cash game em que a entrada máxima é de $50, você tem de possuir pelo menos $2500.

daniel-negreanu

Case você não seja o Daniel Negreanu, comece a jogar nos limites que sua banca e habilidade aguentam

Outro exemplo: você tinha $550 no caixa e estava jogando torneios de $11, mas perdeu vários, de tal maneira que sua banca caiu para $300. Nesse caso, você deve começar a jogar torneios de $6, respeitando a regra de 50 vezes o valor do torneio.

Apenas pra finalizar esse ponto, tenha em mente que o controle de banca parte do pressuposto de que você é um vencedor nos limites que joga. Se isso não for verdade, sua tendência é quebrar.

5. Pense sob diferentes perspectivas

Um erro comum é achar que seu oponente pensa da mesma maneira que você. Tenha em mente que cada um pensa de uma maneira, gerando interpretações distintas para situações idênticas.

Com isso em mente, seu objetivo na mesa é desvendar o raciocínio do seu oponente, entender como ele pensa e usar essa informação contra ele sempre que for apostar. Se conseguir isso, é uma questão de tempo para o dinheiro sair do bolso dele em direção ao seu.

6. Não jogue como você vê na TV

Atualmente existem diversos programas de poker na televisão. Eu adoro assisti-los, mas é essencial ter em mente que não se deve jogar diversas mãos que mostram ali.

Não é que os jogadores que estão ali são ruins, mas temos que nos lembrar que na TV existem edições. Os produtores selecionam apenas mãos em que houve ação para mostrar ao público. Isso significa que se um jogador ficar uma hora sem jogar nenhuma mão e subitamente resolver jogar uma mão fraca por causa da sua imagem de jogador fechado, o público pode interpretar que ele sempre joga aquela mão fraca, pois não está ciente do contexto da mesa que fez o jogador decidir jogá-la.

Nos filmes, por outro lado, a tendência é mostrar que os jogadores fazem os melhores jogos possíveis com grande frequência. Isso está longe de acontecer. Se você só for jogar quando tiver mãos incrivelmente fortes, você provavelmente vai perder todo seu dinheiro antes de ter a chance de pegar uma mão dessas.

7. Estude o jogo

Pra se tornar um grande jogador é necessário suar muito. O número de jogadores que não se dedicam e alcançam o sucesso é incrivelmente menor do que você deve imaginar. Por isso sempre busque novas fontes de informação, sempre discuta mãos e nunca feche sua cabeça para novas ideias e teorias.

A seguir, listei alguns livros de poker que são interessantes na minha opinião. Em geral, livros apresentam alguns conceitos importantes, mas também apresentam teorias falhas ou ultrapassadas. Leia os livros e procure absorver somente o que lhe parecer interessante.

Super System

Super System II

The Theory of Poker

Harrington on Hold’em (todos os 3 volumes)

Harrington on Cash Games (dois volumes)

Professional No-Limit Hold’em I

Elements of Poker (meu favorito)

Apesar de citar livros nesse post, quero deixar claro que os mesmos não são essenciais pra sua evolução, mas são uma boa fonte de teoria. Se você não pode ou não quer ler esses livros, procure fontes alternativas.

Existem fóruns de poker online com excelentes discussões. O maior do mundo é o TwoPlusTwo e o maior do Brasil é o MaisEV. Existem também excelentes blogs de estratégia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: