Guia de leitura de mãos 4/5

Na quarta parte da série aprenderemos a como interpretar as ações dos vilões a partir dos seus padrões de apostas e através das suas stats (VPIP, PFR e AF). As três primeiras partes do Guia de leitura de mãos pode ser encontradas logo abaixo:

Parte 1; Parte 2; Parte 3;

4. Conheça o hand history.

Aqui estamos discutindo como aquela mão em particular foi jogada: quem apostou, quando e quanto?Comece a procurar por padrões de apostas, já que pessoas diferentes vão ter padrões diferentes.

 

fichas poquer poker artigos coloridas

O que uma aposta pode nos contar?

Alguns problemas gerais:

Check-raises: Quando um oponente dá raise, ele está mandando a mensagem que sua mão é poderosa. Ele sabe que você está apostando e ele não se importa. E mais, ele estava confiante o bastante pra arriscar que voê desse check atrás em sua busca por mais $ no pot. Esse tipo de aposta em geral vai significar uma das 3 coisa: ou seu oponente estava monstruosamente forte e estava fazendo slowplay numa rodada anterior, ou a última carta o ajudou de alguma forma, ou ele está blefando numa situação em que ele pensa que pode te assustar a ponto de fazê-lo dar fold. Como regra geral, confie em check-raises de jogadores passivos. Completamente. Se você não tem um monstro escondido (e eu digo MONSTRO com letra maiúscula) você deve foldar para esse raise. As pessoas frequentemente perguntam “eu posso alguma vez escapar de pocket aces?”. Essa deve ser uma situação onde a fuga é simples. Outra regra geral é que quanto mais agressivo um jogador for, mais provável de que o check-raise seja um blefe. Eu diria que em um oponente que a Agressao média (AF) é de pelo menos 2, você não precisa se preocupar com um “check-raise semi-blefe”; ecom um AF de pelo menos 4 você não deve se preocupar com um check-raise blefe. As pessoas são muito rápidas em colocar em colocar um jogador em um blefe quando ele dá check-raise; eu acredito que esse evento seja muito mais raro do que as pessoas pensam.

Um pequeno lembrete: check-raises no flop estão muito mais propensos a serem blefes ou mãos fracas que check-raises em QUALQUER outra street. No flop, as pessoas vão frequentemente adotar uma linha de check-raise contra um cara que dá c-bet constantemente, mesmo com mãos como “bottom pair, no kicker” porque eles sabem que seu oponente vai frequentemente ter puro air. Então: um check raise no flop geralmente significa “Eu posso derrotar A-high”, mas um c/r em uma rodada posterior significa: “Eu posso derrotar VÔCE!”

Check-calls: essa jogada é altamente especifica a cada jogador. Contra um calling station passivo significa “Eu tenho 2 cartas. Olha! Espadas são bonitas. Eu gosto de torta”. Contra um jogador tight e moderadamente agressivo isso frequentemente significa “estou em um draw”. Contra um jogador altamente agressivo isso frequentemente significa: “Eu tenho um monstro e vou deixar vc apostar até a morte”. Check-calls são precursores de check-raises em rodadas posteriores de jogadores muito agressivos.d e jogadores muito passivos, eles só precedem mais check-calls.

Donkbets: uma “donkbet” é quando alguem que NÃO tem a lead faz uma aposta inesperada. Por exmplo, se um jogador deu call no seu raise pré-flop mas então lidera contra você no flop, isso seria uma donkbet. Similarmente, se um jogador da call na sua aposta no flop mas então lidera no turn, isso também seria uma donkbet! Nesse estágio uma donkbet deveria ser interpretada como se dissesse “essa carta me ajudou”. Quanto mais passivo for seu oponente, mais direta é a interpretação. Quando um jogador passivo vem à vida numa 3º carta de straight, 4º carta de flush, um par na mesa, ou outra carta estranha e randômica, você deve esperar que essa carta tenha melhorado a mão dele. Não espere que isso signifique que ele tem o nuts: eu já vi jogadores passivos fazerem uma aposta do nada numa quarta heart unicamente porque ela deu a ele 2 pares. Por outro lado, jogadores muito agressivos amam fazer donkbets em scary cards. Esse é um blefe mais barato que um check-raise mas funciona frequentemente nesses limites, e muitos jogadores agressivos vão tirar vantagem de um A no turn ou uma 3º/4º flush, ou um par no bordo para tentar ganhar o pot. Fique ligado nisso.

Checks Inesperados: um jogador que tem apostado firmemente na mão e inesperadamente pára de apostar e passa a dar check. O que isso significa? Bem, uma interpretação óbvia é que ele estava blefando e agora desistiu da mão. A maioria dos jogadores são straight forward (diretos) o bastante pra que seja esse o caso. Contra um oponente médio-agressivo, isso vai frequentemente ser uma boa oportunidade para apostar com qualquer 2 cartas, já que sua equidade de fold vai estar saindo pelo teto.Outra situação comum é quando um jogador flopa uma mão decente – digamos top par numa board T-high e então desacelera quando o turn traz um K. Eles estão preocupados com o overpair e então pararam de apostar. Isso não significa que necessariamente estão prontos para dar fold. Alguns jogadores mudam do bet/raise para o check/call até o showdown. Entretanto quando um jogador agressivo para de ser agressivo, isso geralmente é um sinal de que sua situação não é tão perigosa como você pensou que fosse. Cuidado com o oponente hiper-agressivo quando ele inesperadamente dá check, ESPECIALMENTE se ele der check-call numa scary card. Por alguma razão,esses jogadores tomam a filosofia “forte = fraco, fraco = forte” ao pé da letra e vão frequentemente apostar com pouco, ou nada mas imediatamente dar slowplay no momento em que inverterem uma mão. Assista seus oponentes cuidadosamente para ver se o check no turn geralmente significa que eles estão desistindo ou se geralmente estão preparando uma armadilha.

Bet-Check-Bet: Uma line de 3 rodadas estranha mas muito comum é “aposta o flop, dá check atrás no turn, aposta no river” onde o oponente deu check/call em todo o caminho. Contra um oponente agressivo, a river bet é frequentemente o que chamamos de “desperation bluff” (blefe do desespero). A mão não tem valor no showdown então o vilão aposta na esperança de que você vá foldar a melhor mão. Já que você mostrou pouca, ou nenhuma força através da mão eles sentem que tem uma grande equidade de fold (o que é verdade), e eles agora estão atacando em uma última tentativva de roubar o pot. Entretanto, você precisa ficar atento de como é a board. Outro raciocínio comum atrás dessa line é que a aposta no flop foi feita com nada, o turn deu a seu oponente uma draw e o river ou completou o draw ou não. Se um draw óbvio completou no final, você realmente precisaria saber mais sobre seu oponente antes de decidir se é um blefe ou não. Dar call contra alguns oponentes vai ser extremamente +EV mesmo com bottom pair, contra outros oponentes vai ser -EV com qualquer coisa a menos que um monstro. De novo, observe seus oponentes e coloque notes no que suas lines significam.

Última Parte!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: