Guia de leitura de mãos 1/5

dezembro 29, 2010
Escrito por Pokey – Fórum 2p2
Traduzido por andre–sp – Fórum MaisEV
Adaptado por Yuri Utumi – Poker Artigos

Então você tem bottom set em um bordo com 3-flush e seu oponente acabou de dar check-raise all-in. O que você faz? Bem, a primeira coisa que você faz é colocar seu oponente em uma mão. Leitura de mãos é simultaneamente a mais importante e mais difícil coisa que um jogador de poker faz. Alguns dos melhores jogadores do mundo ignoram muitas (ou todas) das outras “regras” do poker, mas com habilidades muito acuradas de leitura e fazem montanhas de dinheiro. Outros jogadores são excepcionalmente bons nos fundamentos, mas são péssimos em leitura e por isso se matam para ganhar consistentemente na NL50.

Infelizmente, não há “fórmula mágica” para leitura de mãos; afinal de contas, seus oponentes trabalham duro para EVITAR que vc saiba as cartas deles. Entretanto, enquanto exista muita “arte” em hand reading, o básico é descritível. Depois de pensar um pouco eu inventei os 5 Mandamentos de Hand Reading.

1. Conheça esses números.

Então você sabe que o oponente que acabou de dar limp tem um VPIP de 30%; o que 30% realmente SIGNIFICA? Sabemos que ele é loose, mas você esta ciente do que seria 30% das mãos distribuídas? Aqui estão algumas probabilidades de se receber uma mão pré-flop de um range específico:

poker probabilidade tabela artigos online porcentagem estatistica

Para te dar uma idéia BEM ampla do que significam essas porcentagens, retiramos do Poker Stove (Não sabe o que é Poker Stove? Tente procurar neste artigo) alguns exemplos, de ranges em potencial:  

De novo, lembre-se de usar o range relevante: um jogador que é 65/10 é mais loose que o range de 50% quando dá limp mas tem um range um tanto quanto mais tight se ele der raise. Perceba também que alguns jogadores que são loose-passive irão dar raise com SEGUNDAS-melhores mãos como 88-JJ, AJ,KQ, e 54s-JTs, mas não com ultra-premium hands como QQ+,AK e AQ – essas ele vai dar slowplay para esconder sua mão. Preste atenção nesses caras no showdown e tente entender como eles jogam sua mãos verdadeiramente grandes. Os números de agressão pós-flop também dizem muito sobre um jogador. Quando um jogador com uma agressão média de 8 dá raise pré-flop e então dá check pra você, suspeite de uma armadilha: isso é muito frequentemente uma mão muito forte que que está tentando um check-raise. Quando vc recebe essa mesma aposta pré-flop e o mesmo check no flop de um jogador cuja agressão media seja 1,3 é mais provavel que seja um jogador que errou o flop e está desistindo. Quando essa mesma jogada vem de um jogador com agressão media de 0,4 , vc não ganha informação nenhuma do check – dar check é simplesmente o que esse cara sempre faz. Mentalmente divida os jogadores em 3 grupos – agressão alta, agressão média e agressão baixa – e então aja de acordo. Esteja MUITO ligado se um jogador agir fora de seu padrão : o passivo pós-flop que lidera e dá raise , quase sempre tem um monstro, e vc pode dar fold sem se preocupar. O ultramaníaco que dá check/call em 2 streets também tem um monstro, e está esperando pra te arrebentar. Não caia nessa. Tudo isso nos leva ao nosso 2º mandamento.


Qual variante jogar?

dezembro 29, 2010
Escrito por Yuri Utumi – Poker Artigos
Normalmente, quando ouvimos falar sobre poker sempre nos vem à cabeça um jogo preestabelecido: “Ah! aquele jogo que ganhamos 2 cartas por rodada e que apostamos quatas fichas quisermos, podendo ir all-in quando quiser…”. Mas esse é apenas um, dentre os vários jeitos de se jogar poker.  Normalmente somos apresentados ao poker através de dois estilos muito populares: Five Card Draw e No Limit Texas hold’em. Esses, entretanto, não são nem a ponta do iceberg chamado poker.
NLHE, texas holdem, fichas, poker artigos

No limit Texas Hold'em

Após liberar gratuitamente nosso Bankroll em uma das escolas de poker, devemos então partir para um segundo passo muito importante como jogador: escolher qual o estilo de poker que nós devemos investir o nosso dinheiro.

Todas as modalidades do jogo têm semelhanças e diferenças. Devido à essas diferenças, o novato no mundo do poker deve escolher uma das modalidades que mais lhe cai bem para que possa focar todo seu estudo e energia a fim de maximizar seu desenvolvimento na variante escolhida. Por serem diferentes, a escolha de mais de uma variante pode confundir o aprendiz, trazendo problemas desnecessários.

Isso não significa que o jogador ficará preso para sempre em uma modalidade do jogo. Na verdade para se tornar um jogador completo, na atualidade, é muito importante conhecer profundamente mais de uma variante. Em vários momentos da carreira, essa pluralidade é a única forma de evoluir no seu jogo central.

Uma rápida pesquisada na Wikipedia nos traz dezenas de variantes. Em um primeiro momento parece bem complicado escolher uma dentre todas as modalidades que nos são apresentadas, mas usando critérios de complexidade (pois muitas das variantes pressupões um bom domínio em algum outro estilo que lhe deu vida, por isso intangíveis num primeiro momento) e popularidade (já que, se queremos lucrar, temos que jogar a modalidade onde mais pessoas jogam e, consequentemente, mais fishes), podemos filtrar a maioria delas, e assim, chegar em uma específica: No limit Texas Hold’em (NLHE)

Mas o nosso trabalho ainda não acabou! O NLHE ainda pode ser jogado, assim como todas as variantes, nas formas de Cash Game (quando apostamos dinheiro em cada ronda de apostas) e Sit and Go (quando pagamos a entrada do torneio e ganhamos um determinado número de fichas virtuais, classificando-se em primeiro aquele que conseguir todas elas).

Mas essas duas formas serão melhor discorridas no próximo artigo.

Até mais!